Clipping – Correio Braziliense - Número de casamentos cai 2,7% e o de divórcios, 0,5%, entre 2018 e 2019

10/12/2020

Segundo o instituto, o número de casamentos registrados em cartório recuou em todas as regiões, mas com mais intensidade no Sudeste (-4,0%) e menos no Norte (-0,3%)

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) informou que os brasileiros estão casando menos, mas também se divorciando menos. Os dados fazem parte das Estatísticas do Registro Civil, que investigam registros de nascimentos, casamentos, óbitos informados pelos Cartórios de Registro Civil de Pessoas Naturais, bem como os divórcios declarados pelas Varas de Família, Foros, Varas Cíveis e Tabelionatos de Notas de todo o país.

Pelos dados do IBGE, em 2019, foram registrados 1.024.676 casamentos civis, uma redução de 2,7% em relação ao ano anterior. Desse total, 9.056 ocorreram entre pessoas do mesmo sexo. Segundo o instituto, o número de casamentos registrados em cartório recuou em todas as regiões, com mais intensidade no Sudeste (-4,0%) e menos no Norte (-0,3%).

O IBGE informa ainda que os casamentos civis entre pessoas do mesmo sexo, depois da alta extraordinária verificada no ano anterior (61,7%), registraram queda de 4,9 % entre 2018 (9.520) e 2019 (9.056), mas se mantiveram ainda em número bem superior ao observado em 2017 (5.887). Os matrimônios entre cônjuges femininos representam 59,1% dos registros com essa composição conjugal em 2019.

Outro ponto captado pelo IBGE foi a de que o Centro-Oeste (-13,1%) e Sul (-12,8%) foram as regiões com as quedas mais intensas no número de casamentos entre pessoas do mesmo sexo. Apenas no Norte houve aumento, de 6,5%, no número dessas uniões.

Mais: no Brasil, para cada mil habitantes em idade de casar, 6,2 pessoas se uniram por meio do casamento legal em 2019. E a diferença das idades médias dos cônjuges, nos casamentos de pessoas solteiras de sexos diferentes é de aproximadamente três anos: os homens se uniram, em média, aos 31 anos, e as mulheres, aos 28 anos.

Já o número de divórcios (383.286) concedidos em 1ª instância ou por escrituras judiciais em 2019 caiu 0,5% em relação a 2018 (385.246). Assim, a taxa geral de divórcios (percentual de divórcios por cada mil pessoas com 20 anos ou mais) caiu de 2,6‰ (2018) para 2,5‰ (2019).

Mas, segundo o IBGE, houve também diminuição no tempo de duração do casamento na última década. Em 2019, o tempo médio entre a data do casamento e a data da sentença ou escritura do divórcio foi de 13,8 anos; em 2009, era de 17,5 anos. Sendo que 48,2% dos divórcios ocorreram após menos de 10 anos de casamento.

Fonte: Correio Braziliense