Lei do teto - comissão especial da Câmara rejeita projeto

Há uma semana na Comissão Especial da Câmara dos Deputados, em Brasília, foi rejeitado por unanimidade, o Projeto de Lei (PL) nº 1983/2015, "Lei do teto", que limitava os rendimentos mensais de notários e oficiais de registro ao subsídio recebido pelos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). Além disso, o texto também estabelecia que, depois de pagas as despesas do cartório, o valor do lucro restante seria destinado à saúde pública. Com o veto o PL foi arquivado. 
O Colégio Notarial do Brasil - Seção Rio de Janeiro esteve presente em Brasília, representado por seu presidente, José Renato Vilarnovo, acompanhando a votação e rejeição do projeto na Câmara dos Deputados durante a sessão da Comissão, ao lado das demais entidades de classe.

Na foto estão os notários, representantes dos Colégios Notariais, da esquerda para direita: Dr. Fabio Zonta (CNB-MS), Dra. Elza Farias (Osascos-SP), Dra. Emanuelle (CNB-BA), Dr. José Renato Vilarnovo (CNB-RJ), Dr. Wolfgang Stuhr (CNB-SC) e Dr. Marcial Zimermann (CNB-SC).