Segunda aula de curso do CNB/RJ debate a confiança e os fundamentos da sociedade

07/10/2020

O Colégio Notarial do Brasil - Seção Rio de Janeiro (CNB/RJ), em parceria com a Academia Atlântico, realizou, nesta quinta-feira (1º), segunda edição do curso "Confiança, sociedade e Direito - Temas em torno do Direito Notarial", ministrado pelo professor da Universidade Católica de Santos (UNISANTOS) e membro da Academia Atlântico, Renato Moraes, com a mediação de Rafael Depieri, assessor jurídico do CNB/CF.

Ao iniciar os trabalhos, o professor discorreu de forma ampla sobre a estrutura organizacional e política na qual toda sociedade está envolvida. Passando por temas como a sociabilidade humana, a estrutura política que estamos inseridos, sobre confiança e desconfiança, o papel que desempenham na sociedade, e a relação entre direito notarial e confiança.

Moraes dissertou sobre sociabilidade humana fazendo referência a diversos autores que corroborem com o entendimento do conceito e sobre como funciona na prática. Com amplo conhecimento a respeito de filosofia política, o professor afirmou que "a sociedade é vista como um organismo, com vários elementos, os indivíduos que o compõe tem função específica dentro de determinados grupos, ou seja, as classes. É um agrupamento humano que se organiza politicamente e algumas construções históricas causam enfermidades sociais".

Com essa organização, o relacionamento entre os seres humanos é marcado pelo contexto em que estão inseridos, mas o professor garante que o bem comum, os direitos humanos, individuais e a confiança, são condições para que possamos viver plenamente. "Como dependemos uns dos outros, essa dependência inclui confiar. Ter admiração e respeito mútuo, a dignidade humana tem esse fundamento. A pungência deve ser em torno do bem de todos, para que haja harmonia na sociedade".

Ao abordar o contexto político no qual estamos inseridos, o professor falou sobre democracia como direito fundamental, sobre a importância de que políticos e eleitores garantam o bem comum, traçando um paralelo com o Direito Notarial e a confiança, abordando diversos aspectos da lei que regulamenta a atuação do notário, enfatizando pontos-chave.

Sobre a importância do notário na estrutura da sociedade e o fato de dar fé, o professor afirmou que a figura do notário garante segurança e credibilidade. "O forte da atividade notarial é a confiança que a sociedade deposita nos notários. A atividade é facilitadora e garante a autenticidade dos direitos".

Ao final do curso, o presidente do CNB/RJ, José Renato Vilarnovo parabenizou o professor pela aula sobre o conhecimento histórico e filosófico que foi compartilhado. "Uma sociedade que se conhece está imune, o professor trouxe conhecimento de forma didática e profundo, que dá orgulho da nossa função e também da responsabilidade com que o notário exerce sua função, se está baseada na confiança, não pode ser perdida. Pilar fundamental é a confiança".

Para acessar a segunda aula do curso "Confiança, sociedade e Direito - Temas em torno do Direito Notarial", clique aqui.